Misture

Streetwear: da rua para a passarela, da passarela para o seu look

Cada vez mais a moda se inspira pela rua e pelas maneiras com que pessoas reais expressam sua singularidade através do que vestem. Seja em modelos minimalistas ou combinações cheias de informação fashion, o frescor contemporâneo do street também conquistou as passarelas do DFB Festival. Confira as apostas de cada marca e renove o look de todo dia!

David Lee

Desvendar a singularidade dos sentimentos de um contemporâneo, imerso em um turbilhão de ideias, compromissos e lugares para estar, foi a motivação de David Lee para criar a coleção Avesso. O resultado dessa mistura são peças utilitárias e superestilosas, com tons vibrantes dividindo espaço com neutros e estampas e modelagens clássicas contrapondo-se a assimetrias. Embora o desfile seja masculino, há muito o que possamos aplicar nas nossas produções, como camisas alongadas ao lado de shorts curtinhos, bomber pesada com peças mais românticas e peças oversized.

Weider Silveiro

Através de uma belíssima paleta de cores e mix certeiros de estampas Weider Silveiro cria peças frescas, prontas para vestir as mais fashionistas. Shapes alongados, fendas e plissados são só alguns dos pontos que tornam a coleção tão especial, assim como seu manifesto de mais respeito – ou respekt – às mulheres, impresso em camisetas e acessórios. No meio de tantas referências, segue mais um detalhe para ficar atenta, as meias coloridas e estampadas!

[vitrine]

Fábio Caracas

Com o princípio de que todas as peças são elaboradas a partir de fragmentos, Fábio Caracas compõe uma espécie de patchwork urbano, mesclando modelos ousados a itens clássicos, como camisetas oversized e jeans de múltiplos tons. Ao unir retalhos que seriam descartados de um ateliê de consertos – atitude que tem tudo a ver com o momento mais consciente que vivemos na moda – o estilista cria texturas e camadas, incrementando cada modelo em seus mínimos detalhes. Nos acessórios, pochetes, bonés e cintos amarrados na cintura são essenciais de estilo.

Iury Costa

Alfaiataria desconstruída, jeans clarinho e estampas geométricas dão vida à coleção Astúcias, de Iury Costa. Inspirado pela obra do artista plástico Sérvulo Esmeraldo, o estilista preza pelas formas e tons fortes de verde, amarelo, vermelho e preto. Entre os detalhes que tornam as peças singulares estão amarrações, botões chamativos, assimetrias e barras desfiadas.

Bruno Olly

Em mais criações masculinas que muito pode nos inspirar temos Bruno Olly, estreante no DF. Com padronagens étnicas, xilogravuras, tons terrosos – destaque para o rosa -, crochês e bordados, a coleção é inspirada na beleza de Oxum. O que podemos adaptar para o nosso closet? Tops alongados com calças de barra bem curtinha, camisetas amplas com jaquetas cropped, abuse dos contrapontos.

[vitrine]

Deixe uma resposta