Apimente

O que pode – e não pode – no office look

Embora a gente saiba que muitas regras e convenções de moda são coisas do ontem, e a lista dos permitidos cresça a cada temporada, tornando os ambientes muito mais híbridos sob a ótica do estilo, ainda existem certas regrinhas do bem vestir que precisam ser respeitadas, principalmente no ambiente profissional. Sim! A flexibilidade na maneira de se vestir para o trabalho não extinguiu totalmente o dress code, que ainda se mantém ativo com foco no bom senso e na elegância, sempre bem-vinda quando é preciso ter em mente a credibilidade, principal fundamento do traje profissional. Ficou em dúvida no que pode ou não? Vem com a gente.

Regra geral

O ambiente profissional pede um pouco de cautela com escolhas que revelem muito o corpo, afinal, não estamos à beira-mar, na balada ou na academia. Extravagâncias exageradas também devem ser evitadas. Logo, nada de maxidecotes, minicomprimentos, roupas justas demais, estampas agigantadas, volumes e brilhos no corpo inteiro. Repararam? Máxi, míni, demais, inteiro, viu? Isso não quer dizer que não se possa usar shorts, ombros e costas à mostra, uma bermuda ciclista, um vestido floral ou uma manga bufante, só é preciso equilibrar, evitando exageros completos – esses sim, devem passar longe de qualquer escritório. Ah! Também sempre se informe se existe um código prescrito na empresa – e o respeite.

De olho no ambiente

O sucesso de um bom visual de trabalho é entender quem somos como profissionais e onde trabalhamos. Tenha em mente que o visual de uma publicitária pode ser muito mais ousado do que o de uma advogada empresarial, afinal, uma atua junto à criatividade, em espaços geralmente casuais, enquanto a outra está sempre aliada à tradição e convenções. Portanto, a mesma peça tem interpretações diferentes nesses dois exemplos, assim como cores, combinações e acessórios.

De olho na agenda

Uma premissa do bem vestir é respeitar quem nos recebe, o ambiente onde estamos, o perfil do nosso anfitrião. Provocar contrastes, principalmente quando estamos em um encontro profissional, não é indicado. Portanto, observe a agenda da semana e se vista de acordo. Tem reunião com o executivo máster? Capriche na combinação. Vai ficar no escritório apenas com duas colegas? Pode ser mais descontraída. Vai atender a uma cliente convencional da agência? Evite ser muito extravagante. Tem visitas em obras? Use algo confortável. Muitas vezes, a gente mesmo, que trabalha na área de moda, bastante ousada e criativa, opta por combinações um tanto tradicionais, claro que respeitando nosso estilo e paladar, quando temos encontro com uma cliente clássica. Enfim. A agenda pauta o estilo no trabalho.

Short

Pode sim. Mas não aquela jeans todo desfiado e com a polpa do bumbum à mostra, né?! Use, preferencialmente, modelos de alfaiataria, com comprimento do meio da coxa para baixo, e nada justos. Pode ser em jeans? Sim, desde que em tons mais escuros e cortes retinhos, com o comprimento já indicado. Uma dica: combine o short sempre com peças clássicas do office look, como blazeres e camisas. Esse contraste é uma alternativa para equilibrar qualquer peça despojada, tornando-a viável para o office look. 

Rasteira

Sim. Prefira modelos com um toque de sofisticação, com algum detalhe que torne a peça especial, como aplicação, bordado, ferragem. Uma rasteirinha nobre, tá?

Jeans

No geral, calças jeans são permitidas – a não ser em caso de empresas muito antigas, que acreditam, erroneamente, que o índigo é algo restrito à informalidade. Opte por modelos mais elegantes, em tons escuros e cortes retos ou sequinhos, se o seu ambiente for tradicional. Para os demais, qualquer jeans é bem-vindo – menos os que têm rasgos extraordinários, tá? Outro jeito de usar jeans é escolher modelos que não a calça para dar forma ao tecido, como vestidos, blazeres e camisas.

Cores e estampas

Muito bem-vindas e um jeitinho maravilhoso de incrementar peças clássicas. Portanto, ficam lindas quando decoram saias lápis, calças de alfaiataria e blazeres. Mescle e ouse como for do seu gosto. Só tenha em mente que o look sempre vai ficar mais inovador quando colorido ou estampado. Se você é da turma das discretas, uma única peça ou um acessório colorido ou estampado é um excelente escolha para temperar o visual.

Barriga à mostra

Eis um embate entre as consultoras, mas a gente acredita que, sim, os croppeds são permitidos no ambiente profissional. Com bom senso, é claro. Escolha modelos de alfaiataria e que combinem com calças ou saias de cintura alta, deixando apenas uma nesguinha de pele à mostra. Em ambiente formais, complemente com um blazer.

Peças esportivas 

Calças e jaquetas jogger e moletons são permitidos sim, mas vamos lembrar da diquinha lá de cima: combine sempre com peças chiques. Um moletom com saia lápis, uma calça jogger com blazer e scarpin, uma jaqueta jogger com uma calça de alfaiataria e uma camisa. São esses contrapontos que imprimem o selo office no sport. 

Brilhos, volumes e fashionismos no geral

Desde que sob controle, detalhes antes considerados extravagantes hoje decoram com personalidade as roupas profissionais. Uma manga bufante na camisa branca, uma regata de paetê nude sob o blazer, uma saia plissada junto à jaqueta de tweed são mimos da moda que tornam extraordinário o cotidiano e tiram o tédio da roupa profissional. Não tema!

Diversão no vestir

Uma estampa lúdica, como pequenas borboletas ou cavalinhos, ou algo que remeta a alguma personagem, tipo Mickey ou Darth Vader, ou quem sabe uma frase divertida pode incrementar o visual profissional, desde que você mantenha a dica essencial de compor com peças mais sóbrias, tornando o look equilibrado, sem extravasar na diversão.

Deixe uma resposta