Brilhe

Elegância em tempos de home office

O que é ser elegante? A elegância está muito além da roupa que se veste, elegância é trato, é respeito, é gesto, é atitude. Elegância também está muito relacionada a como preservamos o espaço alheio, os limites, a intimidade do outro, algo fundamental e que a espetacular Costanza Pascolato bem chama de “elegância periférica” no livro A Elegância do Agora. E é exatamente sobre essa elegância, a que se revela no convício, que vamos falar hoje, em tempos em que se estreitam as fronteiras entre o home e o office e que se acentuam problemas já clássicos desta era digital. Quer ser elegante? Fique atento aos detalhes.

Horário profissional

Não é porque muita gente está trabalhando em casa que os horários comerciais devem ser abolidos. Pelo contrário. Mantenha o padrão para se comunicar com as pessoas. Evite antes das 9h e depois das 19h. E, lógico, aos finais de semana.

Horário de almoço:

Outro ponto nevrálgico das grosserias profissionais é enviar mensagens ou ligar no intervalo das refeições. E isso se torna ainda pior agora, quando mulheres que são mães precisam se dedicar também a cuidar dos filhos no dia a dia. Ou seja, no almoço, provavelmente estarão em função da alimentação dos filhos. Seja gentil. Evite!

Se identifique

Pode parecer até estranho falar sobre algo que parece tão óbvio, mas, infelizmente, não é. Quando você não conhece a pessoa e está enviando um whatsapp pela primeira vez, se identifique rapidamente: quem é, de onde, qual é o assunto. Em texto, é claro. Sempre. Ou seja, se você não é intimo da pessoa, se apresente antes de iniciar qualquer conversa.

Áudios, socorro

Aqui poderíamos escrever um capítulo inteiro de tão polêmicos e até mesmo controversos que são os áudios via whatsapp. No geral, áudios são ótimos para quem envia, mas nem sempre para quem recebe. Sempre pergunte se pode enviar um áudio. E se a resposta for positiva, lembre que um áudio não é um podcast: seja objeivo e breve. Áudios com mais de um minuto já são questionáveis no quesito elegância.

DM, um cuidado extra

Se você não tem o contato de alguém, as mensagens diretas por instagram são uma excelente alternativa. Só atenção: se identifique, explique o motivo, passe um telefone de contato para seguir com o assunto.

Responda, por favor

Nada mais grosseiro do que não responder um e-mail, uma mensagem direta, um whatsapp. Não importa se a resposta for positiva ou negativa, nunca deixa a pessoa no limbo. Simples assim.

Cumprimentos são bem-vindos

Os convencionais com licença, por favor, olá, tudo bem?, obrigada seguem válidos e bem-vindos nas relações, inclusive nos contatos digitais. Pense que até mesmo nos comentários do instragram você está interagindo com alguém de verdade – e entrando na “casa” dessa pessoa, logo, seja educado e gentil.

Texto não tem voz

Cuidado com o que você escreve, sempre, principalmente em contatos profissionais. É preciso deixar bem claro o que você quer, evitando qualquer possibilidade para outras interpretações ou brechas para se parecer grosseiro ou algo que não que se quer (festivo demais, brincalhão demais, sexy demais, intimo demais).

Atenção, produtores de conteúdo

Por favor, se você é um produtor de conteúdo nas redes sociais, não precisa atualizar por mensagem direta qualquer respiro. Mantenha a pertinência, a relevância, comunique o que for realmente especial. Sua produção cotidiana será conferida pela pessoa se ela estiver a fim, se quiser, se lembrar – e não sob pressão.

Não peça curtidas, likes, comentários

Como na vida real, o carinho também deve ser espontâneo no digital. Lembre-se disso!

Deixe uma resposta